Agradecimentos

Agradecimentos

Agradecemos de coração:

– A todos os Orixás e seres divinos que abriram caminho e deram proteção a esta realização.

– Ao nosso Mestre Império, aos nosso mentores e guias Padrinho Sebastião, Mãe Baixinha, Padrinho Corrente, Francisco Corrente, Caboclo Tupinambá, Vovó Rosa Maria Baiana, Caboclo Japurá, Caboclo Baraúna, Rei Tranca Rua das Almas, e todas as demais entidades que trabalharam neste alinhamento.

– Ao comando espiritual da Igreja do Culto Eclético da Fluente Luz Universal- ICEFLU, na pessoa de nossas madrinhas, padrinhos e comandantes de nossos rituais.

– A todas e todos médiuns que se comprometeram de coração com o serviço da caridade neste alinhamento espiritual.

– A todas as cantoras e cantores, e musicistas da percussão, que nos acompanharam desde o início desta aliança.

– A todas as pessoas do serviço, cambonas e cambonos, zeladoras e zeladores de nossos rituais e nosso sacramento.

– À equipe central que realizou a gravação deste acervo musical de mais de 500 cânticos, de forma voluntária e total dedicação, bem como aos demais participantes pontuais nos cânticos e percussão.

– Ao Feedback Studio, responsável pela gravação, mixagem e masterização da obra, bem como à participação pontual do Estúdio Escola Música Livre.

– A todas as pessoas, irmãs e irmãos que nos ajudaram nos mais diversos níveis, desde o apoio técnico e logístico, até a captação de recursos e as doações, que tornaram possível esta realização.

– Dentre estes, queremos destacar o apoio da igreja Céu da Divina Rosa (Oregon/EUA), em todos os momentos deste percurso, bem como à organização Saúde da Floresta (Holanda), às igrejas Céu de Santa Maria e Céu dos Ventos (Holanda), ICEFLU Itália, Céu de Guadalupe e demais grupos aliados (México), Céu da Águia Branca (New York/EUA), Céu das Divinas Aguas (Washington/EUA), Céu da Divina Luz (Oregon/EUA), Flor da Mãe Divina (Califórnia/ EUA). Através destes pontos específicos de arrecadação, muitas pessoas apoiaram com recursos financeiros e trabalho voluntário.

– A todas estas pessoas dedicamos nosso reconhecimento e profundo agradecimento. Sem este empenho coletivo, não teria sido possível a realização desta obra.

Maria Alice Campos Freire e Mãe Baixinha. Foto: Acervo Flor da Montanha